Acoplamentos

Os acoplamentos são importantes peças para o funcionamento de todo maquinário industrial. Você sabe para quê servem essas peças tão necessárias para diversas áreas? Saiba tudo sobre elas neste artigo!

Os grandes maquinários são os responsáveis por produzir em grande escala e com qualidade produtos de diversas áreas da indústria. Por isso, cada peça componente dessas máquinas é de extrema relevância para a produção. O acoplamento é uma dessas peças, pois a sua função é diversa e importante.

Geralmente, a função desses importantes componentes é fazer a união de duas partes de um sistema. Essa união, porém, deve fazer parte do movimento executado, sendo a peça de um modelo fixo ou não, entre outros detalhes importantíssimos.

O que são acoplamentos

Os acoplamentos são peças que atuam na transmissão mecânica. A sua função é ligar dois sistemas maquinários, mas sua atuação vai muito além disso, sendo um elemento importante para o torque de um acionamento. Uma bomba d’água, por exemplo, tem motor e bomba, o elemento que une as partes é o acoplamento, o mesmo raciocínio vale para maquinário industrial.

Em quais equipamentos eles são utilizados

Há diversos equipamentos nos quais a presença do acoplamento é indispensável, tais como maquinários de embalagem, agitadores, elevadores de cargas, compressores, extrusoras, transportadores, entre outros. A área alimentícia, metalúrgica, de mineração, petróleo e gás e siderúrgica utilizam uma variedade de tipos de acoplamento mecânico para os seus processos.

Como escolher o modelo certo

Nas operações industriais há diferentes necessidades e por consequência, diversas peças que devem atender as necessidades específicas de cada operação. Por isso, o profissional não pode ignorar a importância de escolher o acoplamento que seja o correto. As consequências desse tipo de erro podem ser um desgaste de peças, a quebra do eixo e também queda na produção.

Quais as razões para sua quebra

Cada peça e maquinário possuem diferentes motivos para a quebra. Porém, pensando de forma mais geral, normalmente as peças apresentam problemas por conta de desgaste, excesso de torque, falha no flange, falta de fixação de cubo, falta de alinhamento, falta de lubrificação ou lubrificação com produto incorreto, travamento, vibração excessiva, além de outros problemas.

Quais os tipos de acoplamento

A classificação dos acoplamentos é de acordo com a sua função, por isso eles podem ser divididos em: elásticos ou flexíveis, engrenagens, hidráulicos, lâminas, precisão, rígidos ou fixos. Se o maquinário necessita de maior precisão, sem movimentar eixos, os fixos são a maior indicação.

Já em casos que é preciso maior suavidade na movimentação, é indicado o uso dos modelos flexíveis; dentro desse grupo há ainda modelos elásticos e não elásticos e assim por diante.

De qualquer forma, é preciso que o profissional tenha muita atenção ao lidar com esse tipo de peça. Isso porque além de saber ao certo o maquinário e as peças compatíveis com ele, são necessários fazer a instalação correta e realizar a lubrificação com os produtos corretos, a fim de não comprometer o funcionamento do maquinário de forma geral.

Outro ponto também importante é que há muitas marcas de acoplamentos no mercado, sendo de grande importância selecionar produtos que tenham qualidade e agreguem sem comprometer a produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *